ANALISTA DE COBRANÇA / CAMPINAS / 1 VAGA(S)

  05 / 06     15:30 ( 2950440 )

CONFIDENCIAL está com 1 vaga(s) em aberto para CAMPINAS.

Responsabilidades: Efetuar cobrança ativa, de físicas e ou instituições, negociar formas de pagamento; analisar títulos e documentos de cobrança; definir estratégias e elaborar itinerários de cobrança; contatar avalistas e ou fiadores. Notificar débitos; registrar informações de negociações com o devedor; elaborar relatórios de prestação de contas e de encerramento de cobrança. Atualizar cadastro e identificar cobranças indevidas.

Requisitos: Ensino médio completo, será um diferencial se possuir superior completo ou cursando. Pacote Office, Rotinas administrativas. Experiência, atendimento ao cliente. Vivência rotina de contas a receber.

Salário: a combinar

Benefícios: Refeição, plano de saúde e odontológico, VR, VT.

ATENÇÃO: Nunca pague nenhum valor para participar de um processo seletivo. Não compre cursos, apostilas ou serviços que prometam participação em seleção ou contratação para uma vaga. E jamais informe dados bancários, de cartão ou envie cópia de documentos e fotos/selfies por e-mail, WhatsApp, aplicativos de celular ou através de sites que não conheça. O Emprega Campinas não se responsabiliza por qualquer tipo de pagamento efetuado.

Observações: Contratação CLT 100% presencial, de segunda a sexta feira das 08:00 as18:00hs.

Os interessados deverão encaminhar o currículo aos cuidados de RH para o e-mail leaselecao@gmail.com com a sigla COBRANÇA no campo assunto até o dia 14/06/2024.

Vaga disponibilizada sob responsabilidade do anunciante, exclusivamente para publicação por meio do site e redes sociais do Empregas Campinas. Proibida a reprodução em outros sites, redes sociais e/ou meio de comunicação, salvo por aqueles prévia e expressamente autorizados pelo Emprega Campinas.

AVISO

O Emprega Campinas não autoriza o uso das informações disponibilizadas em seu site por terceiros. As informações compõe o acervo da empresa, que é protegido por lei.

Site monitorado por Barini De Santis Sociedade de Advogados.

Denunciar abuso